Bem-vindo ao estúdio de jornalismo Fluxo. Após 8 meses de construção coletiva — e mobília doada —, é hora de produzir

Bem-vindo ao estúdio de jornalismo Fluxo. Após 8 meses de construção coletiva — e mobília doada —, é hora de produzir

FLUXO. ESTÚDIO DE JORNALISMO

Fluxo é um espaço e um veículo em construção.

Uma redação, um estúdio, um lugar para encontros e reuniões no centro de São Paulo. Um território onde repórteres, cinegrafistas, fotógrafos, editores e artistas podem explorar novas possibilidades para o jornalismo. Na linguagem, no conteúdo e nas relações entre comunicadores e público. 

Aqui produzimos streamings, reportagens, artigos, entrevistas em texto e vídeo, podcasts, publicações. Oferecemos ainda, eventos, cursos, festas e encontros abertos ao público. 

O Fluxo é também um campo de testes de uma nova viabilidade econômica para a produção de informação. Dispensando anunciantes comerciais e buscando sua independência financeira na relação direta com sua audiência.

Sempre em conexão com outras iniciativas e projetos de comunicação, o Fluxo pretende tecer redes interdependentes de mídia. Por isso, nossa equipe e nosso estúdio estão à disposição para ideias e propostas de parcerias. 

PÚBLICO ATIVO

Vivemos em uma paisagem midiática cada vez mais diversa. Porém, sub-financiada. Daí o Fluxo apostar em um jornalismo mais próximo do seu público. Não contamos com anunciantes, nem com “consumidores” de informação; mas com uma audiência a fim de estabelecer uma relação inteligente e viva com a notícia, com seu contexto, e com quem a produz. Que seja capaz de difundir, corrigir e viabilizar nossa produção. Que nos ajude a refletir. E que entenda seu papel na construção de um novo ambiente de mídia. Na proposição de pautas, no financiamento, nas críticas e na construção permanente do nosso canal. 

Assim, convidamos vocês a participarem de diferentes formas:

MANTENDO: Como apoiadores ou membros, através de contribuições em dinheiro para a manutenção e expansão do projeto. Em troca, o Fluxo oferece recompensas e contrapartidas

PRODUZINDO: Como colaboradores e produtores de conteúdo. Nosso estúdio está aberto à sugestões de pauta e de programação. Buscamos parceiros e comunicadores interessados em usar nossa estrutura editorial para criar reportagens, programas e projetos

FREQUENTANDO: Como participantes de nossos cursos, eventos e festas. Vamos promover uma agenda de encontros frequentes em nosso estúdio e no prédio Farol, onde nos localizamos. Apoiadores e membros do Fluxo ganham descontos. Em alguns casos, poderão participar gratuitamente deles.

ESPALHANDO: Como difusores, comentaristas e críticos de nosso conteúdo. Essa é única forma de ampliarmos alcance e relevância. Nossa métrica nunca será o número de cliques. Vamos medir e pautar nosso trabalho pelo engajamento e participação do público. Vem!

 

A LINHA EDITORIAL

A pauta é outra. Não buscaremos dividir o mundo em editorias tradicionais como "política", "cultura", "mundo", "cotidiano". Interessa ao Fluxo mais a relação entre os campos de atividade e interesse humanos do que suas distinções. Nossa produção será organizada a partir de agendas, narrativas e visões subjetivas da realidade e dos fatos correntes. 

Fazer jornalismo é fazer política. É reconhecer que o ativismo não contamina nosso ofício. Ao contrário: o complementa, o justifica. Nossa vontade de registrar a realidade é idêntica à vontade de transformá-la.

Causas e ações nos interessam. Assim, não hesitaremos na hora de defender ideias e ideais: justiça social, perspectiva ambiental, secularismo, respeito e amor pela diversidade humana são valores inegociáveis para nós. Por eles seremos pautados. E não hesitaremos em tomar partido, comprar brigas ou ganhar desafetos para defendê-los.

Fluxo é um processo, não a forma final. Buscaremos modos alternativos de investigar a realidade, sendo transparentes com o leitor a respeito de nossos dilemas e escolhas. Cada pauta formatará sua abordagem, podendo se tornar um debate transmitido via streaming, uma reportagem de fôlego, um artigo de opinião, um programa de rádio, uma matéria fotográfica, uma experiência editorial.

Não acredite no que a mídia diz: o jornalismo nunca esteve tão vivo. Nós não confundimos o ofício com o modelo industrial, exclusivamente comercial, da imprensa — convenhamos, em franca decadência. Felizmente, grupos, nomes e modelos para um jornalismo diferente emergem todos os dias. Iniciativas de jornalismo independente não serão vistas como rivais em busca de mercado — mas como possíveis parceiros do Fluxo. Na idade de informação, em uma sociedade hiperconectada, hiperdigitalizada e hiperdiversa, acreditamos ser essa umas das fronteiras para a criação de uma nova mídia. 

ONDE ESTÁ O FLUXO

No Vale do Anhangabaú, centro da cidade de São Paulo, fazemos grande parte de nossas transmissões e eventos.

O estúdio de jornalismo Fluxo está no terceiro andar do Farol, edifício de quatro andares compartilhado com o Instituto da Choque Cultural (um centro educativo focado em arte pública e pensamento urbanístico), o Cultura e Mercado (escola livre para a formação em mercado cultural), o Líquen (escritório e oficina de artistas e designers), o Núcleo Digital (startup focada em plataformas digitais para aprimorar a participação social e as relações entre sociedade e governo) e a Balsa (casa de eventos e reuniões).

 

QUEM SOMOS